RSS

Gentileza gera gentileza

13 jul

Eu como um assíduo usuário do sistema de metrô de São Paulo, pude notar ao longo dos anos alguns tipos bastante peculiares que transitam nas estações, isso inclui vagões, plataformas, catracas, fila da bilheteria, escada rolante e até mesmo a entrada da estação do lado de fora.

Tomei a liberdade de separar em tópicos alguns tipos e situações que encontro no meu dia a dia nas estações, que se as pessoas pensassem um pouco mais nas outras e não apenas em si própria, o mundo (ou pelo menos o transporte público) seria um lugar muito melhor.

  • A pessoa vê que você está descendo (ou subindo) a escada rolante, tem aquele aviso para deixar o lado esquerdo livre, você para logo atrás dele e ele nem toma consciência de que deve ir para a direita e deixar você passar, o nervoso aumenta quando ele é o único parado naquele lado da escada, e quando você finalmente chega ao final dela, ouve o sinal de que a porta do vagão está fechando.
  • Usar banheiro nas estações? Nem pensar! Alguém já tentou entrar naquele elo perdido, uma mistura de Sodoma e Gomorra com o filme “Calígula” em forma de banheiro? Tente ao menos uma vez e depois tire suas conclusões.
  • O que dizer daquela pessoa que quando você está chegando à catraca para colocar o bilhete, ela se enfia na sua frente como se fosse à última coisa que ela fará em vida, sem nem mesmo notar sua presença ou olhar para trás? Como se aquela catraca pertencesse apenas a ela e a mais ninguém!
  • Você está na fila da bilheteria atrasado naquela fila enorme, até que só tem uma pessoa na sua frente, e essa única pessoa chega ao guichê e começa a procurar a “bolsinha” de moedas e quando encontra tira uma a uma e vai contando e recontando na frente do bilheteiro, e quando finalmente termina e pega o bilhete, começa a pedir informações intermináveis no guichê!
  • Pessoas que na plataforma, quando você está prestes a entrar no vagão que está parando, entram na sua frente como se fossem mais importantes ou tivessem mais pressa do que você.
  • Na mesma plataforma, pessoas que não querem viajar em pé, ficam “plantadas” na entrada do vagão pra esperar o próximo, mas não dão passagem a você que quer ir mesmo em pé.
  • Passageiros com caixas enormes (ou aqueles carrinhos de carga) ficam paradas bem na porta do lado de dentro e não deixa você sair do vagão. O mesmo vale para aqueles que ficam durante toda a viagem ocupando as portas e quando todos vão descer eles permanecem estáticos sem dar passagem a ninguém
  • Dica: Nunca sentem no assento ao lado da porta!  Sério, você corre o sério risco de inalar gases durante toda a viagem, daquelas pessoas que ficam na porta encostadas ao ferro ao lado deste assento.
  • Agora o mp3 já virou uma febre mundial, então o que fazer com aqueles indivíduos que adquirem seus aparelhos de celular que eles chamam de “MP10 ou MP1000”, e ouvem suas maravilhosas músicas em alto e péssimo som, sem ao menos utilizar um fone de ouvido?
  • NEXTEL, esse é o nome da praga deste novo século! Aquele “bip” a cada vez que a pessoa vai falar e você não entende nada do que a pessoa no outro lado está dizendo (duvido que eles também entendam), e tudo aquilo naquele volume absurdo durante toda a viagem. E a pessoa que utiliza se acha o “último pacote da bolacha”, parece ser uma forma de “status” que eu ainda não descobri qual.
  • Assentos preferenciais, para que servem mesmo? Sim, a maioria desconhece isso, ou pelo menos fingem que estão dormindo quando alguém com prioridade aproxima-se deles. Mas para quem desconhece, coloco abaixo uma cópia do aviso, aquele que você nunca lê porque está cansado do trabalho ou com pressa para chegar em casa e assistir à novela.
  • E por último para encerrar este assunto, o que dizer das pessoas que te empurram com toda a força que possuem para descer do vagão, carregando você junto? E ainda aquelas que não deixam você descer primeiro para elas poderem entrar na sequência?

Tem solução para tudo isso?

Sim, basta pensarmos nas outras pessoas como se fossem nós mesmos.  Ou talvez extinguir a raça humana e começar tudo do zero novamente, pois não é por falta de avisos por parte dos funcionários do metrô.🙂

Você tem alguma história para contribuir com esta postagem? conte-me a respeito.😉

 
5 Comentários

Publicado por em 07/13/2011 em Críticas do dia-a-dia

 

Tags: , , , , , , ,

5 Respostas para “Gentileza gera gentileza

  1. Neusa

    07/13/2011 at 4:45 pm

    Parabéns pelo texto. Essa é uma realidade do dia-a- dia do metrô paulistano.

     
  2. hansenharryebm

    07/14/2011 at 6:38 pm

    Eu já tenho o hábito de subir ou descer a escada rolante rapidamente pela esquerda (e ficar na direita quando quero ir parado) há anos, desde que li que nos países civilizados é assim. Agora, experimente ficar parado no lado esquerdo da escada nos EUA: vc com certeza será tão bruscamente atropelado da mesma maneira que eu atropelo os daqui, rsrsrs
    E faltou um ítem na sua descrição: aqueles que, nos dias de vagões cheios, assim que entram, ligam o foda-se para quem vem atrás e já param ali mesmo na porta. Uma tarde, eu atrasado, descendo a escada correndo para pegar o vagão parado antes que a porta fechasse, e um indivíduo entra, pára bem na porta e começa a falar no celular. Sem exagero, a minha ombrada mandou o cara para a outra porta. Ele era maior que eu e ficou me olhando feio, mas acho que ficou intimidado com meu sorriso diabólico.
    Quanto a entrar e sair, antigamente vinham os adesivos verde e vermelho nas portas, entra-se por uma e sai-se por outra (acho que pela direita em ambos os casos). Também cultivei o hábito de atropelar quem entra ou sai pelo lado oposto.
    Gentileza gera gentileza, estupidez gera estupidez. Quem age corretamente, leva a gentileza em dobro da minha parte, quem é tronco, leva a estupidez quádrupla, simples assim…

     
    • [ORT]

      07/14/2011 at 6:42 pm

      kkk muito bom, faço mais ou menos a mesma coisa…valeu pela contribuição Hansen!
      abs.

       
  3. René Ramirez

    07/15/2011 at 11:36 pm

    poise, pior e qndo os FDP ficam olhando e nem ligam q estão no assento preferencial, outro dia vi um tiozinho tirando o maluco falando q queria sentar! achei sensacional e é oq deve ser feito, se tiver dormindo acorda o FDP!

     
  4. Jefferson.

    07/19/2011 at 8:56 pm

    Por essas e outras que quando vou entrar ou sair do vagão, já vou “armado” dando trombada (ombrada) em quem estiver na minha frente – seja na plataforma ou no vagão. Não consigo entender esse pessoal que acha de ficar plantado bem no meio da porta e da plataforma impedindo a passagem. Definitivamente, paciência não é o meu forte para com pessoas sem educação. E tenho dito…kkkkk…

     

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: